FEDERAÇÃO INSPETORIAL DOS EX-ALUNOS E EX-ALUNAS DE DOM BOSCO
Inspetoria São João Bosco - Belo Horizonte - MG

tuetur

home
quem somos
confed. mundial
federação insp.
agenda
estreia 2015
você pode ajudar?

Família Salesiana
sdb
fma
sscc
adma
ads
vcb
vdb
cn
fieadb

QUEM SOMOS: O nosso nome oficial é EX-ALUNOS/EX-ALUNAS DE DOM BOSCO, que gratos pela educação recebida e compromissados com a cidadania, garantimos a filiação ao Mestre e Pai. À semelhança dos outros grupos da Família Salesiana [SDB-Salesianos de Dom Bosco; VDB-Voluntárias de Dom Bosco e outros] somos os seus Ex-Alunos/Ex-Alunas, seus salesianos e salesianas leigos.
Venha participar também desse movimento e matar a saudade de grandes amigos.

Faça o seu cadastro no banco de dados dos Ex-Alunos de Dom Bosco clicando na imagem "cadastro completo" ou entre em contato prenchendo o "formulário para cadastro" e com satisfação registraremos os seus dados no banco de dados. Venha participar da missão salesiana em prol da juventude. Clique também no nome das cidades no menu à direita e veja onde e como pode colaborar.


*****



Índice dos artigos abaixo: Palavras de Dom Bosco --- Como nasceu o movimento --- Breve histórico --- Dia Mundial Ex-Alunos



Palavras de Dom Bosco aos Ex-Alunos em junho de 1885 [Memórias Biográficas, 17, PP 173/174]

"Uma coisa, pela qual desde agora temos que dar graças ao Senhor e que constitui a minha maior consolação é que, onde quer que eu ande, sempre ouço bons comentários sobre vocês; por toda parte se fala bem dos meus antigos filhos: todos elogiam esse nosso encontro porque é um ótimo momento para recordar as advertências e conselhos que lhes dava quando eram meninos.
Sim, repito, isto me proporciona uma grande alegria; é a honra e a glória de meus últimos anos.
Vejo que muitos de vocês já têm a cabeça calva, os cabelos brancos e a face marcada por rugas. Já não são aqueles meninos aos quais eu tanto amava; porém sinto que agora os amo ainda mais.
Continuem no bom caminho que estão percorrendo já há tantos anos, de tal modo que devem estar contentes de terem vindo aqui; também Dom Bosco está feliz e poderá vangloriar-se de que aqueles jovens que um dia ele tanto amou, uma vez feito adultos, estão sabendo conservar e praticar os ensinamentos que receberam de meus lábios. Vocês eram um rebanho pequeno, mas que está crescendo, crescendo muito e se multiplicará muito mais.
Vocês são a luz que brilha no meio do mundo e com o nosso exemplo, ensinarão aos outros como podem fazer o bem e evitar e fugir do mal. Estou seguro que continuareis sendo o consolo de Dom Bosco.
Meus queridos filhos, que o o Senhor nos ajude com a sua graça para que possamos um dia nos encontrar todos juntos no Paraíso."

Início

*****

Como nasceu o movimento de Ex-Alunos.

Pe. E. Viganò, R. Mor, Carta aos Salesianos, 1987].

A Associação dos Ex-Alunos não teve um "fundador"; como escreve o Pe. Céria, ela nasceu "com a força das coisas que têm origem e vida a partir de causas naturais e espontâneas"; brotou do espírito de família do Sistema Preventivo do Oratório de Valdocco.
O próprio Dom Bosco escreveu que o seu estilo de educação "granjeia a amizade do menino, e faz com que o educador possa falar-lhe com a linguagem do coração, quer no tempo da educação, quer depois, também quando o antigo aluno estiver em qualquer trabalho, emprego público ou no comércio".
É um método educativo que levou a profundas mudanças de comportamento (por exemplo, Miguel Magone), a buscar o ideal da santidade (por exemplo, Domingos Sávio) e a uma permanente comunhão de ideais e de sentimentos com os educadores ao longo de toda a vida (eis, por exemplo os Ex-Alunos). A atmosfera de convivência, e alegria, de promoção e de amizade respirada por jovens de todas as culturas e condições sociais diferentes, possui em si a força de criar entre educadores e alunos uma espécie de parentesco espiritual com laços de mútuo apreço, de afeto, de ideais de vida que se prolongam no tempo.
"Os Ex-Alunos sentiam-se amados por Dom Bosco, não como simples discípulos, mas como filhos; e portanto, uma vez adultos, nasceu entre eles o pensamento natural de voltar à casa paterna. Assim continua a se reproduzir esta volta espontânea, às casas de educação onde se planta aquele 'sentido reverencial' percebido pelos Ex-Alunos e se trabalha com o mesmo espírito e método de Dom Bosco. O Movimento dos Ex-Alunos não foi, portanto, instituído pelos educadores como associação pós-escolar com elementos escolhidos, com finalidade associativa, mas nasceu espontaneamente", pela vitalidade de um Carisma que está em raízes.

Início

*****

Origem do movimento. Breve histórico

O movimento dos Ex-Alunos nasceu de um pequeno grupo de antigos alunos do primeiro Oratório de Valdocco, em Turim.
Guiados por Carlos Gastini, apresentam-se a Dom Bosco em 24 de junho de 1870, para manifestar-lhe sua gratidão.
O nome Ex-Alunos e hoje também Ex-Alunas "de Dom Bosco" foi uma escolha formulada pela 1a vez no Oratório de Valdocco. A escolha de tal denominação é então uma homenagem de gratidão ao nosso querido Dom Bosco.
Durante 17 anos este encontro festivo se repetiu para homenagear a Dom Bosco. A festa foi crescendo a cada ano com a participação cada vez maior.
No dia 24 de junho de 1888 a Família Salesiana estava de luto e não houve a festa em homenagem a Dom Bosco que não mais se encontrava no meio dos jovens que ele tanto amava e dos seus salesianos.
Porém, no dia 24 de junho de 1889, os Ex-alunos resolveram continuar a homenagear a Dom Bosco na pessoa do seu sucessor, o Pe. Miguel Rua. No dia 22 de junho, como preparação da festa, em Valsalice foi inaugurada a capela funerária de Dom Bosco, na presença de mais de 2.000 pessoas. No dias seguinte, às 5 horas da manhã, o Pe. Rua celebrava a primeira missa naquela capela que lhe será mui cara. Os ex-alunos fizeram estampar um lenço:"À venerada memória do Padre João Bosco e ao amado Pe. Miguel Rua". Entre o dia 23 e 24 de junho, os festejos se realizam em Valdocco com discursos e homenagens no dia 23 e uma academia musica-literária no dia 24. Como testemunho significativo daqueles dias restam alguns documentos: um álbum publicado pelos ex-alunos, um caderno de "Comunhões e Visitas ao Santíssimo Sacramento, oferecidas pelos alunos do colégio de Spezia por seu amado Pe. Miguel Rua", um álbum de 6 páginas, "Ao Pe. Miguel Rua, seu amigos de Alassio", com as assinaturas de professores, alunos e Filhas de Maria Auxiliadora, e, sobretudo, uma grande folha impressa, intitulada: "Homenagem de filial afeto e reconhecimento ao Pe. Miguel Rua, no dia 23 de junho de 1889, dia dos festejos anuais ao Pe. João Bosco", com um hino de circunstância em 12 estrofes assinado G.B.L. [Giovanni Battista Lemoyene] poeta inspirado das grandes ocasiões. Muitas estrofes comoveram profundamente o austero Pe. Rua, sempre preocupado em permanecer fiel à imagem deixada por Dom Bosco.

Começam a surgir as primeiras Uniões na Itália e logo em seguida em outros países.

Em 1908 surge a Federação Internacional dos ex-alunos, por idéia de P. Felipe Rinaldi, Prefeito Geral da Congregação.

A Federação Internacional transforma-se em Confederação Mundial em 1954.

Em 1956, por ocasião do 1o. Congresso Latino-Americano de Buenos Aires, surge o primeiro estatuto articulando a associação em Uniões locais, Federações Inspetoriais, Federações Nacionais e, em nível mundial, a Confederação Mundial.

Início

******

Dia Mundial dos Ex-Alunos/Ex-Alunas de Dom Bosco

Luiz Artur Horta de Mendonça, salesiano ex-aluno, salesiano cooperador e ex-presidente Nacional dos Ex-Alunos de Dom Bosco.


Niterói, 24/6/2015.

Hoje, dia 24 de junho, a Associação Mundial de Ex-alunos e Ex-alunas de Dom Bosco completou 143 anos de fundação. A Associação nasceu, em 1870, por iniciativa de um grupo de antigos aprendizes do primeiro oratório de Valdocco, em Turim, na Itália.

Nesta data, temos bons motivos para comemorar!

Nossos corações, salesianos que são, se alegram neste dia quando se unem, num só dia, duas festas tão significativas, aliás, diria eu, não duas, mas três festas tão marcantes para a Família salesiana.

Ao festejarmos o nascimento de São João Batista, recordamos o surgimento das festas do Reitor-Mor e o Dia Mundial dos Ex-alunos (salesianos) de Dom Bosco. Essas duas comemorações, tão caras à Família Salesiana, tem o seu surgimento intimamente ligados. A prática anual dos antigos oratorianos em Valdocco, que iam visitar a Dom Bosco, sempre na festa de seu onomástico, foi o marco inicial da organização exalunal, que hoje se espalha – ou deveria se espalhar, por todas as casas salesianas pelo mundo afora.

Ao retornar à antiga casa onde foi educado, o ex-aluno (e também a ex-aluna) salesiano, em qualquer parte do mundo, renovam os laços afetivos que ficaram em seus corações, mas, sobretudo, retornam para afirmar, ainda que silenciosamente, os seus compromissos de gratidão com a educação salesiana.

Por ser fruto dessa educação recebida – memorial da genial pedagogia deixada pelo Santo Fundador, que não se chamam, apenas, ex-alunos salesianos, mas, serão sempre, EX-ALUNOS E EX-ALUNAS DE DOM BOSCO!

Ao celebrar, anualmente, o Dia Mundial dos ex-alunos e Ex-alunas de Dom Bosco, os Salesianos e seus colaboradores, devem ter em mente que, quanto maior e mais forte for o Movimento Exalunal em sua obra ou presença salesiana, maior a certeza de que Dom Bosco permanece vivo em sua pedagogia; maior efetividade tem o trabalho realizado pela educação.

O Bv. Pe. Rinaldi recomendava sempre aos SDBs: ”Cuida bem dos Ex-alunos. Eles são a coroa do nosso trabalho, a nossa razão de existir. E, se somos uma congregação educadora, e o somos, é certo que não educamos, somente, para quando eles, ainda estão conosco, mas, para a vida… Para eles, a verdadeira vida começa quando deixam as nossas obras, as nossas casas!”.

Com igual sensibilidade, o inesquecível Pe. Egídio Viganó lamentava: “Considero verdadeiramente inexplicável que existam obras salesianas que não possuem e não cuidem dos Ex-alunos; a história do Oratório de Valdocco é bem outra!”.

Assim, impossível não reconhecer que as duas celebrações que se unem, e que unem de maneira indelével a figura do Reitor-Mor – sucessor de Dom Bosco-, pai espiritual e centro da unidade na Família Salesiana, com aqueles que são os grandes frutos de todo o trabalho educativo e pastoral salesiano – os Ex-alunos (as), não ocorre, apenas, por uma mera coincidência de datas. Celebrar o Reitor-Mor é lembrar o próprio Dom Bosco hoje, aquele mesmo Dom Bosco que ama, com amor de pai, a cada um de seus educandos. E esses (educandos), mesmo que já se tenha passados muitos anos, repletos, ainda, de imensa gratidão pela educação recebida, evocam a.

Dom Bosco, na figura de seus sucessores, e, particularmente, neste dia, renovam seus compromissos com as crenças e valores mais fundamentais da educação salesiana recebida, reafirmando o desejo de continuarem sendo, no mundo e na sociedade, Bons Cristãos e Honestos Cidadãos.

Por fim, neste momento histórico de nossa pátria, quando a juventude levanta a sua voz e vai para rua, querendo ser ouvida, protagonizando um novo tempo na história do Brasil, a lembrança do profetismo de João, o Batista, deve motivar cada Ex-aluno e Ex-aluna (salesiano) de Dom Bosco, de qualquer idade, para continuar a dar a contribuição positiva, própria do cidadão honesto.

Que, também, os jovens cristão-católicos de todo o mundo, que daqui a um mês se reunirão em terras brasileiras, principalmente aqueles do Movimento Juvenil Salesiano (MJS/AJS), dentre eles os Jovens Ex-alunos (JEX), como discípulos e missionários da Boa Nova do Cristo Jesus, possam levar aos confins da terra, a beleza de uma nova civilização, reconstruída a partir dos valores evangélicos.

Início

tuetur

araxá
barbacena
belo horizonte
brasília
cachoeira
campos
goiânia
jacarezinho
niterói
palmas
pará de minas
ponte nova
resende
riachuelo
rocha miranda
santa bárbara
sao j. d. rei
silvânia
uberlândia
venda nova
vitória